Frei Michel da Cruz, OFMConv
No presente há sempre um presente: a chance de se trabalhar.
Capa Meu Diário Textos Fotos Perfil Livro de Visitas Contato Links
Textos
Natal: Festa da Misericórdia
No Natal de Jesus, Deus fez e se fez misericórdia para conosco! Passado o Ano da Misericórdia, onde ouvimos inúmeras vezes falar deste tema tão caro à vida Cristã, ao contemplarmos o Menino reclinado no cocho de um estábulo em Belém, mais uma vez, somos convidados a revisitar o conceito de misericórdia. Mas, o que é misericórdia?
A Misericórdia Divina, com certeza, não é o sentimento de compaixão para com aquele que é desprezível e inferior. Pois, se pensássemos assim, estaríamos a contrariar a página bíblica do Genesis que afirma que, ao sexto dia, após criar o homem, Deus concluiu que havia feito algo muito bom (Gn 1,31). A misericórdia também não é um olhar de superioridade, de cima para baixo, para com aquele que é digno de pena. Tão pouco ela pode ser entendida como um mero sentimento que, tão logo o tempo passe ou surja algo novo que desvie a atenção, facilmente caia no esquecimento e alivie a  consciência acerca da dor do outro. A Misericórdia divina é um jeito de ser, é algo que se faz e perfaz, tal como nos deixa entrever a resposta do mestre da Lei: “Aquele que fez misericórdia para com ele” (LC 10,37). Misericórdia é atitude, é ternura e intervenção em favor daquele  que precisa de auxílio. Foi isso, ou melhor, é isso que Deus fez e faz por nós no Natal de Jesus. Quando o homem achava que ser humano era pouco demais; quando achávamos que, ao nos criar, Deus havia cometido um grandessíssimo equívoco; Ele, o próprio Deus, se fez um de nós. O Deus criador, na pessoa e humanidade do Filho se fez criatura. O Eterno entrou no tempo e se fazendo História mudou o rumo da nossa história. Fazer misericórdia não é somente ser expectador da dor do outro, mas sim, assumi-la para si, fazendo-a sua, e, naquilo que é possível, ir à luta e transformar a realidade daquele que sofre. Foi isso que Deus fez por nós no Natal.
É isto que celebramos em cada Natal: o Deus que assumiu a nossa carne e salvou a nossa pele. Em outras palavras, Deus em se fazendo um de nós elevou-nos até Ele. Verdadeiramente, no Natal de Jesus, Deus fez e se fez Misericórdia para conosco.
Frei Michel da Cruz
Enviado por Frei Michel da Cruz em 23/12/2016
Alterado em 23/12/2016
Comentários