Frei Michel da Cruz, OFMConv
No presente há sempre um presente: a chance de se trabalhar.
Capa Meu Diário Textos Fotos Perfil Livro de Visitas Contato Links
Textos
Sorriso de Deus
Deus sorriu pra mim.
Seu sorriso não foi de canto de boca;
E tão pouco entre dentes amarelados.
O sorriso de Deus é largo e tímido.
Ele não é irônico e nem de desdém.
Seu sorriso é puro e vazio de malícia.
Deus sorriu pra mim.
E não foi uma gargalhada histérica e barulhenta,
Ou um riso eufórico de deboche,
Próprio de quem se alegra com o mal feito.
O sorriso de Deus é sereno e perfeito.
Eu estava armado e pronto pra brigar com Deus.
Mas, Deus sorriu pra mim.
Seu rosto era de criança inocente e indefesa.
Seu olhar era acolhedor,
Tal como nenê que estende os braços para ser recebido pela mãe.
Sua boca era repleta daquele vazio da expectativa,
Pronta para acolher os dentes de leite que ainda virão.
Seu amor revela Sua onipotência.
Deus sorriu pra mim...
E é estranho perceber,
Que, a cada novo amanhecer,
Ele continua a sorrir
E não apenas pra mim,
Mas também pra você.
Verdade difícil de crer,
Nova aurora em si irradia:
O Natal é todo dia.

Frei Michel da Cruz
Enviado por Frei Michel da Cruz em 05/09/2011
Alterado em 23/12/2012
Comentários